quinta-feira, 2 de outubro de 2008

that's amore


O amor escolhe vida.

Aqui, ali ou mais acolá o verbo «amar» muda. Muda uma pessoa, uma forma de viver e de estar, a maneira de agir e de ver o mundo. É ele que escolhe como nos quer ver. Escolhe quem quer «utilizar» para nos fazer crescer. Escolhe para onde nos quer levar. Escolhe aquilo em que nos quer tornar. Mas as decisões são só nossas.

Por isso, por mais erros que possamos dar, por mais desilusões que tenhamos...há sempre a possibilidade de encontrar o verdadeiro amor.

1 comentário:

Anabela disse...

Um dia disseram-me: "A vida é como um autocarro...tirando o condutor,tudo é passageiro"!
Nós somos os condutores da nossa vida e somos nós que decidimos que rumo tomar.
O amor é um passageiro...não se sabe quando,onde ou como ele aparece,mas a verdade é que deixa sempre qualquer coisa para trás...nem que seja um bilhete perdido!
É assim,que devemos olhar para a nossa vida...para quê complicar???
Vamos é continuar em frente e procurar novos passageiros...