quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Please remember.


Seja quem for, bata à minha porta e diga-me “olá”. Tenho saudades de uma palavra, porque afastei-me. A dor entrou, cada vez que penso nela magoa que nem quero pensar. Mas sempre que penso, penso nela. Por isso para quê pensar? Queria só matar saudades das tuas palavras, mas o orgulho chama-me à atenção e recuo. Choro, por ser fraca. Choro por ser orgulhosa. Mas essencialmente, por sentir saudades.

2 comentários:

bichinha disse...

choras nao por seres fraca, mas por teres necessidade. nunca ninguém disse que é mau chorar.. pelo contrario, alivia-nos. e se chorar te alevia, entao chora ate nao puderes mais. se continuares a sentir raiva grita, salta, escreve, rabica, poe musica aos altos berros, faz o que te apetecer ate a raiva ter saido do teu corpo. e vais ver que te vais sentir melhor. pode tambem ligar me que eu farei tudo para te acalmar.
um beijinho,

a bichinha

bichinha disse...

rabisca*
podes*